Skip to content

ACI Blog

O que 2020 trará para os pagamentos na América Latina

Antes de prevermos aonde os pagamentos irão chegar em 2020, é bom olhar para trás e analisar algumas das principais tendências que moldaram o ano de 2019.

Sete tendências que moldaram os pagamentos na América Latina em 2019

  1. A primeira foi a abertura de mercados adquirentes para novos concorrentes, com novos players forçando bancos e adquirentes tradicionais a evoluir e inovar. Isso, por sua vez, forçou a velha guarda a se tornar muito mais proativa e ágil no que diz respeito à inovação, para que eles não percam a participação do cliente em novos concorrentes. Essa foi uma tendência importante que já beneficiou consumidores em toda a América Latina.
  2. A segunda tendência foi a adoção de serviços fintech. A América Latina emergiu como um dos mercados que mais cresce e promete evoluções em todo o mundo. Isso estabeleceu oficialmente o debate “amigo ou inimigo”, no que se refere às empresas de tecnologia da informação, criando um novo ecossistema bancário que depende fortemente de inovação. Os consumidores de toda a América Latina tiveram mais opções do que nunca quando se tratava de suas necessidades bancárias, e as instituições financeiras confiaram cada vez mais nas fintechs para fornecer os produtos e serviços personalizados que os consumidores desejavam.
  3. A implementação em nuvem, mesmo para grandes empresas, está se tornando rapidamente uma consideração pela redução de custos a longo prazo. Uma das principais razões do armazenamento em nuvem é executar soluções elásticas que consomem recursos de hardware com base no volume, onde a tecnologia tradicional obriga a empresa a alocar infraestrutura que geralmente está ociosa.
  4. Novos esquemas de pagamentos imediatos, como o CoDi no México, e novos regulamentos no Brasil revolucionaram o mercado e, em alguns casos, competiram diretamente com a tradicional transação de débito baseada em transações de cartões.
  5. Além do CoDi, empresas como MercadoPago e Rappi têm desenvolvido ativamente seus esquemas de códigos QR, que foram implementados na região e funcionaram, por exemplo, em alguns ambientes de circuito fechado com carteiras eletrônicas que facilitam os pagamentos. Esses métodos de pagamentos alternativos são os que mais estão melhorando a experiência do cliente.
  6. As transações de NFC (comunicação por campo de proximidade) cresceram rapidamente e apoiaram a melhoria das transações eletrônicas em alguns nichos de mercados específicos, como transporte público. Em São Paulo, o sistema de transporte público expandiu o uso e integrou metrô e ônibus.
  7. Insurtechs, retailtechs e agritechs cresceram rapidamente nos mercados que estavam investindo em soluções de pagamentos. Para os varejistas e o agronegócio, com longas e complexas cadeias de suprimentos, os compradores podem contornar os intermediários e economizar custos significativos, acrescentando transparência, confiança e eficiência aos registros.

O mercado de pagamentos da LATAM passou por uma mudança drástica em 2019, graças à parceria de instituições financeiras tradicionais e fintechs. Esse ecossistema introduziu um novo nível de produtos e serviços voltados ao consumidor no mercado. Com produtos inovadores aparentemente entrando no mercado a cada dia, as instituições financeiras estavam trabalhando mais do que nunca para criar pontos significativos de diferenciação. Essa competição continuará beneficiando os consumidores nos mercados da América Latina.

Previsões para 2020

Com o potencial de crescimento oferecido pela LATAM, não surpreende-se que grandes players globais procurem entrar no mercado ou aumentem seus investimentos nele. Maior concorrência e investimento só podem ser positivos líquidos para os consumidores.

Em 2020, surgirão os benefícios do ecossistema de pagamentos mais integrados desenvolvido ao longo de 2019. À medida que as instituições financeiras e as fintechs continuam desenvolvendo suas parcerias, “a qualquer hora e em qualquer lugar” os pagamentos se tornarão a norma.

Logo, os pagamentos em tempo real seguirão a tendência global e se tornarão mais prevalentes em todo o mercado. As instituições não apenas poderão oferecer transferências de fundos em tempo real, como também descobrirão novas e melhores maneiras de monetizar trilhos em tempo real com serviços de sobreposições convenientes.

O ano de 2020 sofrerá mudanças mais drásticas, portanto, requisitos não funcionais, como escalabilidade, flexibilidade e disponibilidade, estarão diante de instituições financeiras, varejistas e processadores. Os recursos gerais de inovação serão procurados para capturar as possibilidades de pagamentos. No caso da LATAM, isso resultará em uma grade de pagamentos sem fronteiras, que permitirão com que as instituições capturem um mundo de grandes oportunidades.

Payments Expert

ACI Worldwide powers electronic payments for financial institutions, retailers and processors around the world with its broad and integrated suite of electronic payment software.