Skip to content

ACI Blog

Como o Brasil se identifica com os 5 principais indicadores de sucesso dos pagamentos em tempo real?

A ACI Worldwide firmou uma parceria com a GlobalData para identificar os principais indicadores de sucesso dentro de um ecossistema de pagamentos em tempo real. De acordo com o Prime Time for Real-Time: The Global Real-Time Payments Report, existem 5 indicadores principais que denotam o nível de maturidade e o sucesso dos pagamentos em tempo real em uma região:

  1. Iniciativas de modernização de pagamentos orientadas centralmente
  2. Experiências de pagamento integradas e contínuas com serviços de valor agregado
  3. Maturidade de pagamentos digitais
  4. Ecossistema de participantes que enriquecem a experiência do cliente
  5. Abertura a métodos de pagamento alternativos

Embora a região da América Latina seja composta por diversos mercados, existem iniciativas impactantes que visam criar um esquema consolidado de pagamentos em tempo real em cada país. Exemplos disso existem desde 2002.

O Brasil, líder no mundo dos pagamentos imediatos na América Latina, implementou o Sistema de Transferência de Fundos (SITRAF) em 2002, permitindo transferências eletrônicas em tempo real entre clientes de diferentes bancos. Hoje, o Banco Central do Brasil continuou a liderar o caminho com o lançamento do PIX, seu sistema oficial de pagamentos instantâneos. Este sistema está focado na infraestrutura central e na modernização, com base na implementação da norma ISO 20022.

Como o Brasil se compara aos 5 principais indicadores de sucesso em tempo real

1. Iniciativas de modernização de pagamentos orientadas centralmente

O desejo de inclusão financeira, melhorar o comércio transfronteiriço e sua mudança para uma sociedade sem dinheiro são grandes razões pelas quais o Brasil recebe notas altas aqui. Em particular, o PIX está adotando um sistema de pagamentos centralizados que irá trazer competitividade ao ecossistema e irá promover serviços de open banking com a introdução da norma ISO 20022. O Banco Central do Brasil desempenhou um papel importante na modernização do setor por meio do PIX e ajudou a colocar o Brasil em uma posição de líder em pagamentos em tempo real na América Latina.

2. Experiências de pagamento integradas e contínuas com serviços de valor agregado

Conveniência e manter o cliente como ponto central são aspectos-chave deste indicador. A agenda do Banco Central promove a competitividade para proporcionar uma experiência do cliente superior, e isso é alcançado por meio de pagamentos contínuos e integrados, com serviços avançados de valor agregado. Esses serviços envolvem maneiras diferentes de iniciar pagamentos que não sejam contas bancárias (códigos QR, números de celular) e ajudarão à adoção dos pagamentos instantâneos de maneira mais rápida e bem-sucedida.

De acordo com o Banco Central do Brasil:

Quanto à conveniência, o PIX tornará mais rápida e fácil a realização de transações, que serão realizadas com um QR Code ou com a inserção de informações simples, como número de telefone celular, endereço de email ou identificação de contribuinte (tecnicamente chamado de chave, apelido ou identificador de proxy). O ganho de flexibilidade para cidadãos, empresas e governos incentivará os provedores de serviços financeiros a competir com mais eficiência, fornecendo produtos, serviços e experiências mais convenientes para seus clientes.1

3. Maturidade de pagamentos digitais

Em 2019, o volume de pagamentos no Brasil registrou 756% de pagamentos em papel, contra 25% em pagamentos eletrônicos.2 Dito isto, o volume de pagamentos eletrônicos do Brasil tem aumentado constantemente, com grande potencial de crescimento adicional. Ter o PIX apoiando essa mudança para pagamentos digitais pode tornar significativa a adoção de pagamentos imediatos no país.

4. Ecossistema de participantes que enriquecem a experiência do cliente

Incentivar mais participantes a ingressar no ecossistema em tempo real em uma abordagem colaborativa acelerará o desenvolvimento de pagamentos instantâneos. O PIX facilita a introdução desses novos players por meio de um novo ambiente aberto. Isso trará mais fintechs, que estão desempenhando um papel cada vez mais importante dentro do ecossistema, algo que tem demonstrado sucesso em todo o Brasil.
Em maio de 2019, 380 fintechs estavam operando no Brasil e dois terços dos consumidores brasileiros haviam adotado algum nível de fintech, que é superior à média global.3

5. Abertura a métodos de pagamento alternativos

O crescente uso de carteiras eletrônicas no Brasil indica que os consumidores estão dispostos a diversificar seus métodos de pagamento preferidos. De fato, 58% dos adultos que possuem uma carteira eletrônica a usaram no ano passado.4 O desafio agora é integrar esses métodos de pagamento alternativos ao ecossistema de pagamentos em tempo real, que é outra área em que as fintechs serão inestimáveis.
Embora ainda haja muito espaço para crescer, a introdução do PIX no Brasil solidificará seu papel de líder no desenvolvimento de pagamentos em tempo real em toda a região da América Latina.

Recomendamos que você faça o download do Prime Time for Real-Time: The Global Real-Time Payments Report para obter mais fatos e informações que você pode aproveitar para criar uma estratégia ideal de pagamentos em tempo real para essa região de rápido crescimento.

[1] https://www.bcb.gov.br/en/pressdetail/2313/nota

[2] Prime Time for Real-Time: The Global Real-Time Payments Report

[3] https://www.finextra.com/blogposting/18673/fintech-in-brazil-has-a-bright-future#:~:text=Fintech%20Challenges%20in%20Brazil,higher%20than%20the%20global%20average

[4] Prime Time for Real-Time: The Global Real-Time Payments Report

Payments Expert

ACI Worldwide powers electronic payments for financial institutions, retailers and processors around the world with its broad and integrated suite of electronic payment software.

[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]